sexta-feira, 20 de abril de 2012

Sem medo de voar

Ontem no colégio conversando com uma amiga disse que estava com uma obsessão por as asas e queria muito um colar ou anel que tivesse asas. Quando chego hoje no colégio minha amiga me dar um colar lindo com asas, (fofa), isso me inspirou para o post de hoje:

Muitas vezes com medo não fazemos aquela coisa proibida que nos traria a alegria de uma criança, nesse ponto somos parecidos com aqueles filhotes de pássaros que têm medo do primeiro voo, precisamos nos libertar de uma maneira olhar par o horizonte e querer chegar lá.

Epa! Não tô falando pra ninguém se atirar de um precipício, só para tirar as amarras e deixar que o vento bagunce seu cabelo, as sensações de um voo pode ser as mais simples, mas sempre complicamos: Sensação de frio na barriga, os olhos se encontrando antes de um beijo pode ser ótima, mas nada de desviar por que se o que antecede é bom o que esta por vim é melhor. O medo de se apaixonar e ser magoada e depois ficar chorando horrores,  esse é o maior erro que cometemos, antes de alçar voo já estamos pensando no perigo da aterrissagem.

Então agora é hora de ajeitar as asas nos inclinar ir em busca do tão esperado horizonte, boa viagem!

Liberdade de voar num horizonte qualquer, liberdade de pousar onde o coração quiser.

Nenhum comentário:

Postar um comentário