segunda-feira, 23 de julho de 2012

1 ano sem Amy Winehouse

Faz um ano que ela nos deixou e as músicas ainda não sairam da minha cabeça talvez seja pela voz forte, ou pelo significado das músicas.
Nasceu em uma área suburbana de Southgate, bairro de Londres, numa família Judia de quatro pessoas e de tradição musical ligada ao jazz.
Em 2007 casou-se com Blake Fielder, um casamento que não daira muito certo e dara o que falar.
 Em janeiro de 2011 Amy Winehouse apresenta-se para o público em uma turnê com cinco shows no Brasil, nessa época a cantora afirma não usar drogas desde 2010, no entanto em um concerto realizado em Dubaí em fevereiro a imprensa classifica a artista como "cansada, distraída e incoerente".
Por volta das 15h54min de 23 de julho de 2011, duas ambulâncias foram chamadas para a casa de Winehouse em Camden, Londres. Pouco tempo depois, as autoridades metropolitanas haviam confirmado a morte da cantora.

Impossível falar de Amy Winehouse sem lembrar de Rehab, sua música de maior sucesso e que ela diz que não precisa ficar internada, só precisa de um amigo.

Espero que vocês tenham gostado desse post, tanto quanto eu adorei fazer! 

quarta-feira, 18 de julho de 2012

look do dia: Estilosas do lookbook

Como já contei para vocês aqui no blog, amo MODA, e quando tenho alguma dúvida vou direto no lookbook ver o que as estilosas estão usando mundo afora, então mais uma vez separei os looks mais perfeitos para vocês se inspirarem e arrasarem.

Gostaram da minha seleção de esilosas do lookbook?

Meus livros:Para Sempre

Conta a história de Ever uma garota que perde sua família em um acidente e depois passa a enxergar a aura das pessoas, ler pensamentos e com um único toque saber sobre toda vida da pessoa, isso à deixa bastante atordoada, mas depois de conhecer Damen tudo muda. Só ele consegue calar as vozes que a pertubam tão intensamente. Mas ela não faz ideia de quem ou o quê Damen realmente é. Só tem certeza de estar cada vez mais envolvida... apaixonada.
Autor(a): Alison Noël.
Para eles, o verdadeiro amor não tem fim!

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Revelação da semana:Kimbra

Nasceu na Nova Zelândia, com 14 anos ganhou em segundo lugar uma competição musical na escola que estudava, mas com apenas 10 anos já escrevia músicas.
Kimbra tem uma presença de palco incrível e uma linda voz vale apena ouvir:
E aí gostaram da voz dessa garota de apenas 22 anos?!

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Noite de insônia

Hoje descobri que a solidão me da insônia e não têm o que me dê sono nessa hora. Mais um copo de leite, mais um livro de Jorge Amado, pinto as unhas, arrumo meu guarda-roupa, pego o violão escrevo uma nova música, mas nada adianta, fico pensando quantas coisas existe que eu nunca vou ver, quantas pessoas legais que também estão com insônia, por se sentir sozinhas.
Ligo a TV que está passando filmes, nenhum me agrada e os que gosto me faz sentir ainda mais sozinha.
Quando vou me deitar com sono, o galo começa a cantar (quem pode explicar pra ele que ainda não amanheceu e tem gente querendo dormir?).

terça-feira, 10 de julho de 2012

Sempre vão mudar


O problema é se você sentir a saudade apertando o seu coração, e não poder ligar por que a pessoa que você sente tanta falta não deixou o novo número, e nessas horas vem as lembranças e a curiosidade 'por que você foi embora se a gente nem brigou?'.
As vezes temos que tomar certas escolhas que não nos fazem bem, mas são para o nosso bem (isso parece papo de Vó, mas sempre é assim), e a pessoa que hoje é o motivo da nossa respiração amanhã já não é mais, e essas coisas fazem parte da vida, por que se ficarmos esperando a pessoa trancada no quarto compondo músicas e escrevendo textos, vamos acabar com os dedos doendo, unhas quebradas por causa do violão e descobrir que ela já está com outra.
Depois vamos ficar nos perguntando: 'Cadê aquele cara que foi embora prometendo nunca me esquecer?'. Ele nuca te esqueceu e nuca vai esquecer, só que vocês não são o casal perfeito que você achava que era.

segunda-feira, 9 de julho de 2012

Carta: Minha respiração depende da sua

Querido...
Quando me lembro que tinha tudo e hoje não tenho nada, e hoje meu sorriso é dedicado a coisas banais. E que a força que tenho de me levantar todos os dias é saber que você está vivo. Queria ter um poder de te localizar até no inferno, por que é triste, MUITO triste está longe de você.
Já pensei em mil e uma pessoas para te substituir, mas elas não me olham do mesmo jeito que você (as vezes acho que nem me vêem), elas não sorriem com a mesma alegria e nem perguntam se estou me sentindo bem. Não estou procurando outro você, mas seria ótimo encontrar alguém que me entendesse sem cobrar nada (terapia não pode me ajudar, só gastar dinheiro).
As vezes penso em me matar, mas seria pior, não quero que as pessoas se lembrem de mim como uma fraca que não resiste a falta das pessoas  amadas. Mas o que seria do mundo sem o amor, sei que existe gente ruim que odeiam tudo e todos, pelo menos elas se amam, não tem como ser feliz sem ter um motivo para viver e com já disse me mantenho em pé, por que sei que você está respirando e cada segundo da sua respiração me dar mais uma gotinha de vida.
Ps:Não pare de espirar, por que vou parar também.

domingo, 8 de julho de 2012

Meu make: Férias


As aulas de violão, as atividades escolares (aqui as férias são em junho, então acabamos de voltar), estão me deixando sem tempo para criar novos posts aqui no blog, mas prometo que apartir da outra semana vou voltar postar diariamente.
Agora inspire-se no make da semana e curta muito as férias (inveja!).


Arrase, conquiste e deixe as amigas morrendo de inveja!

quarta-feira, 4 de julho de 2012

depois dos 20

Hoje ó aniversário da minha linda irmã @wanessadutra  ela está completando 20 animhos, e me inspirei para criar o post de hoje,mesmo aimda tendo 15 anos (quase16).

Depois dos 20 os amores são mais intensos, as descobertas são mais fantasticas e nessa fase deixamos realmente ser depentes, o sofrimento aumenta pela insegurança, medo de não agradar como adulto, medo de ver que as coisas que funcionavam nos 19 não funcionam mais depois dos 20.
Nessa hora temos que decidir que grupo de amizade queremos o da bagunça e festa ou o do estudo e seriedade, é difícil escolher,pois oque pode mudar de um dia pro outro? esse é o problema depois dos 15 podemos fazer isso, mas não podemos fazer aquilo, e depois dos 20 você é dona dos seu próprio nariz, mesmo sabendo que as pessoas vão está te observando e criticando.

Não se preocupe que depois dos 20 (se você trabalha e se sustenta) pode comprar qualquer roupa que sua mãe não vai criticar, quer dizer ela sempre vai criticar, mas ela vai entender que você não quer somente saber que é independente, você quer ser.
E o melhor de tudo é que quando estiver triste e sozinha pode correr pra sua família ou amigos, eles sempre vão te ver como a menininha de antes dos 10.   

terça-feira, 3 de julho de 2012

Carta: Saudade de sonhar com você

Querido...
Não sei o que aconteceu comigo esses últimos dias simplesmente estou sentindo mais a sua falta, falta do teu sorrriso, falta do teu abraço e falta de sonhar com você. "Aqueles sonhos que eu estou andando por um lugar terrivel e sinto que tem alguém me perseguindo e cada vez essa pessoa está mais perto, quando entro em um lugar cheio de árvores tropeço em um galho,  me viro vejo que quem estava me perseguindo era você, então me abraça e seca as minhas lágrimas com beijos..."
Saudade das broncas que você me dava pelos risos fora de hora e logo depois sorria pelo meu 'falso' jeito de magoada, das vezes que minhas amigas reclamavam do meu único assunto, que você pode imaginar (...)

Queria saber se está tão feliz como na época que estávamos juntos, mas deixa isso para uma próxima carta quem sabe até lá você já voltou?(utopia).

Ps: Qual é mesmo o perfume que você usava? quero comprar um.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

10 dicas para não sofrer com a saudade

1-Depois de chorar rios e rios de lágrimas lembre-se que a pessoa por quem você chora não quer  ver você chorar de jeito nenhum (ou ela não merece a suas lágrimas por ter te feito você sofrer e por estar te fazendo sofrer).

2-Passe mais tempo com as amigas, por que agora você não tem motivos pra dizer que não pode.

3-Gaste o seu dinheiro com produtos de beleza e fique linda para você mesma (que é a pessoa que você mais deve amar).

4-Entre em uma aula de violão ou de qualquer outra coisa que você sempre teve vontade de fazer e nunca teve tempo ( funciona e destraí a mente,'experiência própria').

5-Faça uma seção de fotos com as amigas e coloque no facebook, não economize nas caretas!

6-Escreva em um diário ou em um blog, é sempre bom desabafar, ajuda muito.

7-Nunca coloque a culpa do seu sofrimento em todo o mundo ( é chato saber que quando você passa as pessoas falam 'olha a menina que vive de TMP constante').

8-Corra, suba em uma árvore e brinque de esconde-esconde (nada melhor do que resgatar a infância para esqucer os problemas).

9-Ouça músicas animadas, nada é pior que uma manhã de inverno acompanhada de lágrimas e uma trilha sonora bem triste.

10-Seja FELIZ! ( afinal a saudade prova que o passado valeu apena)  

  

domingo, 1 de julho de 2012

Meu make: todo destaque nos seus olhos



E aí gostaram? deixem seus comentários...

A dor que mais dói


Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.
Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas. 
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.

Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.

Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.

Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.

Autora: Martha Medeiros nasceu em 1961 em Porto Alegre, fez sua carreira na área de propaganda e publicidade. Em 1993 ela deixou sua carreira e foi para Santiago do Chile onde ficou oito meses só escrevendo poesia.
Quando voltou para o Brasil começou a colaborar com crônicas para o jornal Zero Hora de Porto Alegre, que até hoje circula aos domingos.