segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Me encontra

Depois que já estava começando me sentir livre e até passando batom vermelho quando o dia não estava muito bom, e cantando no chuveiro, cantando muito, você aparece me deixa sem palavras e com lágrimas nos olhos, chegou, tocou a campainha, e falou que me pegaria às oito. E quando chega a noite fico no meu quarto experimentando mil e um vestidos, pego um rosa de lacinho que eu odeio e você adora, coloco uma sapatilha e quando me olho no espelho percebo que você mal entrou na minha vida e já e já está me mudando, você chega na hora marcada me chama no portão, minha mãe fala qu eu não estou ~~ela não quer me ver sofrer de novo~~ nessa mesma hora eu apareço, nos comprimentamos com um aceno de cabeça, nos sentamos no banco de uma pracinha perto de casa, você me conta sobre o curso da faculdade, a nova namorada, e até do sobre o cachorrinho que vocês adotaram, me pergunta o que estou fazendo, nessa hora eu mesma percebo que minha vida não mudou nada: sou a mesma garota que estuda no ensino médio, ler muitos livros, que ajuda a mãe no trabalho, só que não tem mais um namorado.
Voltamos para o portão de casa onde já nos beijamos tantas vezes e percebo que não temos mais nada em comum a não ser o passado, nos despedimos com um beijo no rosto, entro pra casa, minha mãe briga comigo, vou pro quarto e te vejo da minha janela virando a esquina.


Essa semana eu ouvi muito Charlie Brown Jr. E isso acabou me inspirando para esse post, e essa música em especial.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário