domingo, 17 de fevereiro de 2013

Da amizade ao amor

Joana conheceu Marcelo no primeiro dia de aula ~~ comum, diria suas amigas ~~ Mas esse era problema, ela estava em outra cidade, e suas melhores amigas não eram mais tão melhores.
O primeiro horário era de biologia, ela não gostava da matéria, se sentou no fundo e ficou cinquenta minutos olhando para o professor ~~ com cara de paisagem.
No intervalo, viu que o refeitório era dividido em grupinhos, como na sua antiga escola, tinha a mesa dos punks, a dos nerds, e a dos populares, que era onde ela costumava se sentar, mas não tinha intimidade com aquelas garotas e elas pareciam vazias. Voltou para sala e ficou ouvindo Maroon 5, viu que um garoto tinha entrado na sala, mas não ligou, ele se sentou algumas mesas à frente e começou a tocar violão, não foi esse o problema, o problema foi que ele estava tocando The sun, a mesma música que estava tocando no mp4 dela, e que era sua música favorita. Ele foi mais rápido, e assim que terminou de tocar foi falar com ela.
- E aí, gostou?
- A música é linda.
- Minha favorita.
- Estranho, a minha também.
Joana ficou paralisada, como ele pode ser tão lindo, tocar e cantar tão bem, e gostar da mesma música que eu? pensou.
- Sou Marcelo ~~ falou beijando a mão de Joana ~~ E você é...
- Ah, me desculpe, sou Joana.
- O que tá achando da escola nova?
- Quer saber a verdade? ~~ deu um sorriso e abaixou a cabeça ~~ Você é a primeira pessoa que fala comigo nessa escola, e parece que ninguém está ligando para o fato de eu ser a aluna nova.
- O que você estava esperando? Um comitê de recepção?
Ela abaixou a cabeça e colocou os fones. Marcelo tirou os fones do ouvido dela e Joana tremeu com aquela aproximação.
- Não entenda mal, mas ninguém aqui quer te conhecer, eles estão ocupados demais com sua vidas vazias, você acha que venho ficar aqui na hora do intervalo por que gosto de estudar?
Marcelo sorriu pra Joana, e ela deu um meio sorriso pra ele.
- Ótimo, não vou ter nenhuma amiga.
- Mas quem sabe um amigo?

Assim Marcelo e Joana se conheceram, mas isso já faz um ano, aliás, um ano de muita música, diversão, troca de livros, e ligações no meio da madrugada. Tava na cara que rolava um clima, mas nenhum deles estava disposto à colocar a amizade em risco. Faltava um dia para a formatura, depois desse dia talvez nunca mais se veriam, diferente dos outros dias, nesse eles não tinham trocado uma mensagem, ele sabia que o que ela mais queria era ir embora daquela cidade, e ela sabia que ele tinha ganhado uma bolsa para uma faculdade em Nova York, no meio da madrugada ele ligou pra ela.
- Oi.
- Oi. Tava dormindo?
- Não. Tava ouvindo The sun.
- Eu também ~~ olhou para o teto ~~ Vem aqui em casa, minha mãe tá dormindo na casa da minha tia.
- Em quinze minutos tô aí.
Joana olhou no relógio era duas e quarenta e cinco da manhã, pulou a janela e saiu de fininho, ela estava nervosa, já tinha pulado a janela para encontrar Marcelo antes, mas essa parecia ser a última vez.
Marcelo à esperava na porta ~~ como sempre ~~ um sorriso nos lábios e uma tristeza no olhar.
- Você é louca!
- Você que me ligou.
Silêncio.
- Não vai me convidar pra entrar? Perdeu os modos?
E foi entrando na casa dele.
- Joana...
Tarde demais, ela játinha visto as malas.
- Ah.
- Vamos conversar lá no meu quarto.
Ela conhecia o caminho muito bem, já tinha dormido muitas vezes na cama dele, enquanto ele dormia no sofá.
Ela ligou a luz e foi direto para o mural ~~ tinha muitas fotos deles juntos.
 - Foi o melhor ano da minha vida.
Marcelo deitou na cama e ficou em silêncio por quase três minutos.
- Deita aqui comigo.
- Como?
- Comer não Joana, só deitar.
E deu um sorriso, ela ficou sem graça, mas deitou.
- Idiota!
Ficaram ali sem dizer nada, até ele se virar pra ela e ficar olhando.
- Que foi? ~~ Joana quis saber.
- Nunca ficamos tão perto um do outro, né?
- Né, e isso é bom ou ruim?
- Perdemos tempo demais.
- Marcelo...
- Que foi? ~~ ele enterrompeu ~~ Você também quer.
- Eu sei, mas...
Ele à beijou, assim: do nada, e foi correspondido mais intensamente do que esperava, então as luzes se apagaram.   


2 comentários:

  1. Que fofo!
    Julyana Ribeiro (seraquecresci.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Ju, visite mais vezes... BeiJus

      Excluir