sábado, 31 de agosto de 2013

Ao Som de Norah Jones

Você acredita em coincidências? Não? Então preste atenção no que vou contar. Estou lendo um livro maravilhoso que têm muitas informações sobre música, quando terminar de ler faço uma resenha aqui no blog. Nesse livro a namorada do personagem principal adora as músicas da Norah Jones, essa aí da foto. Tinha certeza que já tinha ouvido esse nome antes, coisa que não seria difícil já que ela, já vendeu mais de vinte milhões de discos, é compositora, e toca piano lindamente. Mas minha certeza foi confirmada ontem à noite quando não tinha nada para fazer e comecei a olhar as minhas anotações do celular, é que anoto uma coisa e só vou olhar e pesquisar meses depois, foi isso que aconteceu com o nome da Norah, que deve ter chamado minha atenção em alguma apresentação na TV. Nada mais justo do que terminar a semana ao som desse jazz incrível.
  



E aí gostaram do som da Norah?

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Entre Namoros terminados e Cabelos Cortados

Larissa piscou duas vezes, a primeira foi para esconder as lágimas, a segunda foi para ver se tinha entendido o que Miguel tinha acabado de dizer.
- Quem é ela?
- Não faz assim Lari...
- Como não faz assim? Nós namoramos à três anos e, agora você se encheu de mim.
No fundo ela sempre soube que o namoro deles estava por um fio, mas nunca admitiu, mesmo quando viu ele conversando com a irmã sobre o futuro.
- Estamos juntos á três anos e só temos dezessete, você acha mesmo que ficaríamos juntos para sempre?
Logo depois que as palavras sairão Miguel percebeu que nunca deveria ter dito nada, nem mesmo aquele primeiro oi.
- Me desculpe.
- Não precisa se desculpar, você tá certo.
- Sério?
- Sério - Larissa disse com sinceridade. - Mas seria se legal que continuássemos amigos.
Miguel começou a namorar com outra, e Larissa já tinha ficado com um ou dois caras depois do fim do namoro. Todos da classe percebiam como o clima ficava estranho quando um chegava no lugar onde o outro estava, eles só conseguiam dizer um "Olá" sem se olharem, as fofoqueiras diziam que tinham terminado por causa de uma traição. Mas não era isso.
- Com licença, Senhora Laura - Larissa falou pedindo para sair da sala, a professora assentiu.
Foi direto pra o banheiro, não acreditava que Pedro tinha colado chiclete logo no seu cabelo - Pedro era um cara que ficava feliz com o desespero dos outros -, o chiclete estava na altura da nuca e, ela não conseguia tirar de jeito nenhum, estava completamente grudado, mexeu na bolsa por alguns segundos até encontrar o que procurava - uma tesoura - olhou no espelho, seu cabelo ficava abaixo da cintura e, era um preto. Liso perfeito.
Não pensou em nada, apenas cortou, na altura do seus brincos de laços, deixando duas pontas mais compridas na frente. Recusou a se olhar no espelho para não chorar. Foi para sala, ouviu os comentários calada e, não respondeu nenhuma pergunta.
No fim da aula recebeu uma mensagem de um número que não conhecia:
POSSO TE ENCONTRAR
HOJE À NOITE NA SUA CASA?  
Ela não sabia quem era, mas em pensar como na hora de cortar o cabelo respondeu:
PODE.  
Ângela mãe de Larissa é jornalista e, estava fazendo um documentário no Chile, sobre um assunto que Larissa não se interessava, com certeza não gostaria do corte de cabelo da filha, mas só veria depois de duas semanas.
Larissa passou a noite esperando a pessoa da mensagem, não sabia nem se era homem ou mulher. Usava um short jeans e uma camisa com a palavra Sweet. Quando estava se arrumando para dormir a campainha tocou. Correu para atender, Miguel estava escorado na porta.
- Olá. - Consegui dizer sem saber se ele era a pessoa.
- Gostei do cabelo.
- Obriga... - Ele a beijou, beijou de um jeito que nunca tinha beijado quando estavam namorando. Passaram a noite juntos.
A vida seguiu seu ritmo normalmente, o cabelo de Larissa parecia não crescer, mas só fazia duas semanas que cortará, sua mãe voltou, como esperado não gostou nada do corte da filha. Ela e me Miguel continuaram se encontrando, mesmo ele namorando e, ela ter recebido essa mensagem no dia anterior do primeiro encontro na casa dela:
DESCULPE NÃO TER
APARECIDO, PODEMOS
MARCAR OUTRA VEZ?     

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Meus Livros: O guardião

Contei aqui que ganhei de presente de aniversário um livro do Nicholas Sparks, demorei de ler mas quando comecei foi rapidinho, vou contar pra vocês o que achei:
Já no prólogo comecei a chorar, Julie era casada, mas o seu marido morreu e, no natal recebeu uma caixa com uma carta deixada por ele, na caixa tinha um filhote de cão dinamarquês, o tempo passou e, ela seguiu sua vida ao lado de Singer - o cão - seu fiel companheiro. Começou a se encontrar com Richard um engenheiro simpático que à tratava como uma rainha, até começar ver Mike, seu melhor amigo, de um jeito diferente. Foi o primeiro livro do Nicholas Sparks que me fez dar boas risadas, o Mike é um fofo engraçado. Foi completamente diferente de todos os outros livros dele que li e, o suspense me manteve vidrada. A questão de ter um sociopata capaz de fazer qualquer coisa para ficar com Julie deixou as coisas ainda mais emocionantes. O desfecho da estória me fez chorar muitooo.

Sobre autor: Com certeza você já ouviu falar no Nicholas Sparks, autor Best Seller, que me faz chorar em todos os seus livros e, ter certeza que ele é um gênio, ele tem um site  que conta sobre os novos livros.
Já tô com um em mente.  


sábado, 24 de agosto de 2013

Falando sobre o futuro...

Estou no segundo ano do ensino médio e, comecei a perceber que minhas conversas com os amigos mudaram, estamos com mais medo do que possa acontecer depois que os estudos terminarem - tipo não se ver nunca mais - é uma possibilidade.
Meu irmão mais velho passou a me cobrar mais, e eu tô quase enlouquecendo de tanto estudar, imagina o ano que vem que é o último no colégio.
Não sei o que vou cursar futuramente, mas também como uma garota de 17 anos poderia saber? Sei lá.
Percebi outra coisa, a maioria das minhas respostas são simplesmente SEI LÁ, será que eu não sei mesmo?
Sei lá.

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Sei lá, Parte 1

Ele estava tão perto, mas passou por mim, e nem olhou, me senti mal, mas deveria ter me acostumado. Já faz dois meses que tudo mudou e, nós estamos sem nos falar desde que ela voltou, apesar de estarmos juntos o tempo todo.

*Três meses antes...

- Você vai ficar bem - falei abraçando com força. - E sabe que ela vai voltar.
- Sei que ela é sua amiga, mas não quero que ela volte. - Ele falou me surpreendendo.
- Mas a Fly é sua namorada...
- Desde que ela me deixou para ir atrás de outro não é mais.
Ficamos em silêncio. Antes da Fly e do Ben se conhecerem eu e o Ben já tínhamos trocado olhares tímidos.
Acabou que nos tornamos amigos, por ele ser namorado da minha melhor amiga e, querendo ou não ela era minha amiga. Sempre soube que a Fly era apaixonada pelo seu ex, mas nunca pensei que ela deixaria o Ben por um relacionamento duvidoso - mas deixou.
- Oi, é a Ariane? - perguntou uma voz de mulher pelo telefone.
- Sim, quem é que tá falando.
 - Sou mãe do Ben, é que ele tá muito mal e, eu tenho que sair, será que você pode ficar com ele?
- Claro, mas o que ele tem?
- Ele tá tão triste e, não abre a porta pra nada, talvez você possa ajudar. Vou deixar a chave dentro de um vaso de tulipas. - Desligou.
Mulher estranha pensei.
Peguei a chave no vaso de tulipas amarelas, tinha entrado naquela casa uma vez para assistir um filme com a Fly e o Ben. Não me lembrava que o chão era de madeira, minha sapatilha me fez escorregar, fechei a porta, tirei a sapatilha. Primeira porta do corredor: banheiro, segunda: um quarto que com certeza não era dele, terceira: Bati, mas ninguém atendeu.
- Abre logo Ben, a Fly não merece seu sofrimento. - Gritei.
- Ariane? - abriu a porta assustado.
- Quem mais seria idiota a ponto de vim cuidar de você? - falei entrando. - Quarto legal.
- Minha mãe não devia ter te chamado.
- Devia sim. - Disse pulando na cama. - Quais são os sintomas?
- Raiva, raiva da Fly, de mim e, de você.
- Pera aí, por quê raiva de mim?
- Porque você gostou de mim eu gostei de você, e você simplesmente me aproximou da Fly.
- Mais alguma coisa?
Ficamos em silêncio, realmente esperava que ele me dissesse alguma coisa, mas ele ficou de cabeça baixa olhando para uma fotografia que pela intensidade só podia ser da Fly, aquilo me deixou louca, aquele garoto que disse que gostou de mim ficava olhando uma foto da ex e, se achava no direito de me cobrar alguma coisa.
- Estou indo - só consegui dizer isso.
- Pensei que cuidaria de mim.
Aquilo conseguiu acabar comigo, continuei de costas para não olhar para aqueles lindos olhos castanhos.
- Roubei essa foto do mural da Fly quando ainda estávamos juntos, achei tão linda. - Essa eu não aguentei!
- Você é mesmo um... - a foto que ele segura era minha, tirada em um piquenique que fiz com a Fly, meu cabelo estava todo bagunçado por causa do vento e, eu sorria sem olhar para câmera.
- Idiota? - disse. - Talvez.
Sustentei o olhar nele mais que o normal, ele se aproximou, nossa respiração começou a se misturar, até que nossos lábios se tocaram.

*Agora

 Havia sido um mês divertido, mas agora a Fly estava de volta. Isso não teria problema algum se ela não estivesse grávida e, dizendo que o filho é do Ben. Eu não acreditei, ele não acreditou, mas nós nos afastamos e, querendo ou mão eles se aproximaram, a Fly não desconfia o que aconteceu entre mim e o Ben.
Agora é só esperar o próximos capítulos do meu drama.

Continua...





sábado, 17 de agosto de 2013

Playlist pra Pensar

Tá passando por alguma situação que te deixa sem escolha ou com dúvidas? Fiz a seleção dessas músicas pensando nisso, aí vai:








E aí, o que acharam da minha seleção de músicas?






quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Queridos 17

É, hoje é meu aniversário! sempre acontece algumas coisas diferentes nos meus aniversários, hoje não podia ser diferente. Tá tendo uma competição esportiva no meu colégio que começou hoje, me inscrevi no baleado, as meninas da minha turma ficou sabendo do meu aniversário e, começaram cantar parabéns pra mim, morri de vergonha mas adorei, perdemos o jogo, mas nem dei muita atenção pra isso. À tarde aconteceu algumas coisas estranhas... Melhor nem comentar, ah, ganhei um livro do Nicholas Sparks (esperem resenha), maquiagem e, é claro chocolate.
Reclamava à dezesseis anos nunca ter visto um pôr do sol, mas sim , hoje vi e fiquei muito feliz ("...Quando seus olhos refletem o pôr do sol, é quando você para pra ver e apreciar o universo, quando seus olhos refletem o pôr do sol é quando você para pra refletir sobre o que é certo..."), foi algo que não esperava e, um belo presente.
Mais sorrisos, textos de sentimentos, músicas. E tudo que as pessoas me desejaram hoje!


Achei essa música perfeita!







segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Minhas frases: Selena Gomez

Adoro a Sel, apesar de não entender sua relação (existe relação?) com o Justin e, a diva ainda venceu ontem no Teen Choice Awards as categorias de: Melhor música de fim de namoro, música star e, mais hot. Mas estou aqui para falar de outro assunto... suas frases, algumas são trechos de músicas e outras são do dia a dia, confere aí: 

"Nem tudo tem um final feliz, as vezes pode ser um final que muda vidas."

"Você sabe que está apaixonado, quando você ama perfeitamente as imperfeições de uma pessoa."

"As vezes chorar pode ser o melhor remédio, para a dor passar"

"Quando você não consegue dormir , é porque tem alguém sonhando com você..."

"Não entendo como as pessoas podem me julgar tão rápido, sem mesmo me conhecer"

E aí, o que acharam? 


domingo, 11 de agosto de 2013

Estilo em Cidades do Interior

Semana passada uma colega do colégio veio aqui em casa, conversamos sobre muita coisa, principalmente música e estilo, apresentei o blog pra ela e, ela adorou, olhando os looks que posto aqui no blog tirados lá do LookBook  ela me disse que usaria todos, mas não aqui em Maetinga (cidade que moramos, no interior da Bahia), pois as pessoas comentam muito sobre o que os outros estão vestindo, percebi que é verdade, mas acho que temos que ter atitude para usar o que nos fazem realmente felizes, isso me inspirou a essa seleção de looks:






E aí, teriam coragem de usar essas roupas em uma cidade do interior?








Dia dos Pais: Sonhando por Você

Tem coisa mais fofa do que ver  pai e  filhos juntos? O pai é aquele ser iluminado que pode não saber nem trocar fralda e ao mesmo tempo pode saber tudo e fazer o papel de mãe. Em algumas situações (principalmente para nós meninas) são vistos como tiranos, por não deixar nada e ser muito ciumento, eles dizem que é amor, nós não entendemos, mas sim, é amor, e muito.
Esse cara que não nos fazem sofrer como os outros e, que está de braços abertos quando você está triste, ele sonha por você coisas incríveis quando você ainda está na barriga da mãe. E espera que você seja muito feliz. Assim são os pais.
Feliz dia dos pais. Pai, você me faz feliz!

sábado, 10 de agosto de 2013

Meu Segredo: Fala sério, mãe!

Depois de ler O Diário de Mary Berg estava precisando de ler uma coisa beeem divertida e, como o Fala sério, mãe! tinha chegada, embarquei na vida da Ângela Cristina (mãe) coruja, estressada e, da Malu (filha) igualmente estressada e engraçada. Juntas vivem situações de cumplicidade, brigas, brigas, já falei brigas? São brigas por tudo, com motivos e sem motivos, e todas engraçadas.
Me emocionei com algumas coisas, derramei lágimas e, fiquei muito feliz por ter lido.

Sobre a autora: Já tinha falado antes aqui no blog como eu era louca para ler um livro da Thalita Rebouças, essa autora maravilhosa que me conquistou antes mesmo de ler um livro dela, ela já lançou mais de dez livros, e já vendeu mais de 1 milhão de exemplares. Ah, e esse mês será lançado na Bienal do Livro o Ela disse, Ele disse - O Namoro parceira com o Mauricio de Sousa.

Curiosas? Eu tô! 

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

O Diário de Mary Berg - Memórias do Gueto de Varsóvia

"O que vemos neste livro é a máquina de desumanização hitlerista em funcionamento, pelo olhar de uma jovem pensada entre o horror presente e a esperança remota. Uma experiência que fala à universalidade sob a rubrica do único e intransferível." 
Moacir Amâncio

"Sem restrições. O diário de Mary Berg é recomendado a todo mundo."
The  New York Times

"Um dos mais emocionantes documentos que surgiram com a guerra... um livro corajoso e inspirador."
The New Yorker

"Um dos mais importantes documentos sobre a era de Hitler"
San Francisco Chronicle

Terminei de ler com lágrimas, até agora foi o livro que mais me emocionou esse ano. E o primeiro de holocausto que li, me senti dentro do gueto e, não conseguia parar de ler. Mary narra acontecimentos horríveis, morte de amigos, e parentes, torturas... Mesmo sendo de família rica sofreu muito com a guerra e viu muito sofrimento. Romek, ah, Romek, fofo, amigo e, à amava, pena que pelo que entendi nem tudo deu certo.
Esse lindo diário entrou para a lista dos meus livros favoritos e, sim, deve entrar pra lista "Tenho que Ler" de vocês. Fotografei algumas páginas para vocês terem um gostinho:
Chegada no gueto.

Romek! Tão lindo!

Uma das partes mais tocantes (despedida de Mary e Romek)

Fecho de cordão... Um diário perfeito!

Então gente, é isso... espero que se interessem pela leitura.



  


terça-feira, 6 de agosto de 2013

Minha Playlist: Divas

Fiz a seleção de músicas das minhas divas favoritas e, aqui está pra vocês:











E aí o que acharam da minha play? Algumas músicas são mais antigas, mas são as que gosto!