segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Gosto dele por isso...

Foi numa dessas tardes chatas de domingo que meu melhor amigo me fez uma pergunta idiota.
- Por quê você gosta do Noah?

Porque ele é um cara incrível, me faz perder o ar, consequentemente beija muito bem, têm covinhas quando sorri, gosta de suco de abacaxi, é bom em inglês, odeia física, pinta minhas unhas dos pés, me abraça até eu parar de chorar, joga vídeo game vestido de pijama, adora futebol, não sabe jogar futebol, sempre olha para o céu, ler gibi do Homem Aranha, respondi todos os meus emails, fala o que pensa, age com a razão e com o coração ao mesmo tempo, as vezes me trata como uma garotinha, as vezes me trata como uma velha, tem cheiro de hortelã, briga quando estou errada, é teimoso e, sem querer acaba sendo charmoso. Gosta de tudo que escrevo, me faz sorrir, me faz amar, me faz feliz.

- Porque ele me acalma. - Respondi.

sábado, 28 de setembro de 2013

Meus Livros: Cidade dos Ossos

Cheguei do colégio e tinha dois livros novinhos ainda embrulhados em cima da cama, um era meu (esse da foto e, o outro é da minha amiga (Livro: Nascida à Meia Noite) que logo logo faço resenha pra vocês.
Mas hoje vim falar de Cidade dos Ossos. Clary é uma garota normal de 15 anos, que presencia um assassinato em uma boate, mas isso não é o pior, o pior é que só ela presenciou, ou seja ninguém mais viu os assassinos que na verdade são Caçadores de Sombras. Mais tarde acaba descobrindo que também é uma caçadora, sua vida muda completamente e fica envolvida com o lindo Jace. No fim do livro à várias reviravoltas que me deixaram alegre, chateada e curiosa (tudo ao mesmo tempo). Indico muito!

Sobre autora: Cassandra Clare, espera um pouco, o verdadeiro nome não é esse? não, o verdadeiro nome é Judith Rumelt. Durante a infância viajou bastante com a família, seus maiores companheiros eram os livros. Em 2004 ela começou a escrever Cidade dos Ossos que foi lançado em 2007, e seguiu uma série que espero escrever todos aqui pra vocês.

E aí já leu Cidade dos Ossos?    


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Natura: Tulipa Ruiz

 Adoro a voz da Tulipa Ruiz, e sim, ela é a minha cantora queridinha, sei lá, o tom da voz é perfeito, as músicas são maravilhosas. Quando vi o comercial da Natura que mostrava ela cantando Tudo Tanto, não resisti, tinha que mostrar aqui pra vocês, então aí vai;

Se liga nos cílios! Ha ha...

*Esse post não é de publicidade.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Minha Nail Art: Fazendo Melt nails

Mesmo sabendo que na quinta-feira o meu professor de violão vai reclamar das minhas unhas estarem compridas não resisti, afinal faz tanto tempo que não faço um post pra vocês de nail arts. Aproveitando que as melt nails estão com tudo resolvi fazer um passo a passo, aí vai:
Usei o Julyana da QTock.

Usei o preto também da QTock.

Usei um pincel que super me ajudou, pode ser qualquer pincel fininho.

Como fiz:
Pintei todas as unhas de preto, que pra mim já ficaria ótimo.

Fiz meio que uma francesinha, variando de tamanho - umas no meio da unha outras na ponta.

Pintei a ponta do pincel com o esmalte vermelho.

Passei a ponta do pincel fazendo ondas maiores, ou apenas bolinhas, rente a "francesinha".

Depois disso peguei o mesmo pincel e passei o esmalte preto, corrigindo colocando bolinhas entre as "ondas" vermelhas.

O resulta foi esse aqui:














   

sábado, 21 de setembro de 2013

Cássia Eller no Meu FDS

Sempre escuto músicas na voz rouca e linda da Cássia Eller, mas senti falta de compartilhar as que estou ouvindo com mais frequência, então aí vai:





 Voz perfeita, né?!


quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Euzinha!

Sou pessoa de dentro pra fora. Minha beleza está na minha essência e no meu caráter. Acredito em sonhos, não em utopia. Mas quando sonho, sonho alto. Estou aqui é pra viver, cair, aprender, levantar e seguir em frente.
Sou isso hoje...
Amanhã, já me reinventei.
Reinvento-me sempre que a vida pede um pouco mais de mim.
Sou complexa, sou mistura, sou mulher com cara de menina... E vice-versa. Me perco, me procuro e me acho. E quando necessário, enlouqueço e deixo rolar...
Não me doo pela metade, não sou tua meio amiga nem teu quase amor. Ou sou tudo ou sou nada. Não suporto meio termos. Sou boba, mas não sou burra. Ingênua, mas não santa. Sou pessoa de riso fácil...e choro também!

Sobre autora: Com certeza você já ouviu falar na Tati Bernadi, ela têm textos lindos, e frases maravilhosas. Meu dia fica bem melhor quando leio algo dela.

domingo, 15 de setembro de 2013

Quando eu te vejo eu começo a sorrir

Podemos ter acabado de brigar, você pode ter me traído com a minha melhor amiga, e tudo que me faria sofrer horrores, mas TODA vez que você passa minha boca automaticamente se abri num sorriso de orelha a orelha. Como disse é automático, não, o sorriso não é automático, mas o ato de sorrir é.
Uma trilha sonora para esses sorrisos?:

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Looks para o Rock in Rio

Mesmo estando aqui sofrendo por não ir ao Rock in Rio - você pode até pensar que é exagero, mas vai ter homenagem para o Cazuza e, eu não vou ver o Frejat ao vivo. - Separarei looks de inspiração para quem vai. Vi comentários de meninas que já foram para festivais de música e a maioria disse que o melhor mesmo é ir de calça jeans, camisa e sapatos bem confortáveis, mas eu resolvi mostrar pra vocês ideias mais criativas:







O que acharam? E, quem vai?




 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Uma música: Quando o Sol Se For - Detonautas

Você acredita que eu nunca postei nada da banda Detonautas aqui no blog? não? Eu também, mas é verdade.
Hoje passei a tarde fazendo um trabalho e escutando as amigas falarem coisas engraçadas/idiotas.
Mas como vocês já perceberam quando a tarde se vai sempre tem alguma música na minha cabeça e, dessa vez foi:


E aí, também curti Detonautas?

domingo, 8 de setembro de 2013

Foi Isso Que Aconteceu...

Peguei uma folha limpinha no meu caderno do ano passado, não foi para economizar folha, mas sim para ,e dar a sensação que estou reescrevendo a minha história. Você não me conhece mas é para você que vou contar tudo que aconteceu, espere um pouco, promete que não vai contar pra ninguém? (tenho dificuldade para confiar).

Sexta-feira 13 de setembro de 2013, levantei antes do despertador tocar, coloquei uma calça skinnig preta, uma blusa branca, prendi meus dreads em um coque - é, eu sou uma loira pálida com dreads, por quê?
Não queria ir para o colégio , mesmo sendo uma sexta-feira, teria duas aulas de biologia, duas de física e uma de educação física - esporte pra mim só skate.
Peguei uma pera, e dei um beijo na minha mãe, nunca fui de chegar atrasada, e agora que conheci o Fernando chego ainda mais cedo. Ele é skatista, assim como eu, nunca tinha o notado apesar de estudarmos no mesmo colégio, até dois meses, enquanto eu bebia meu suco de uva, ouvia Black Sabbath e, andava de skate, completamente desligada, acabei o atropelando, ou sendo atropelada?, começamos a ficar e, uma semana depois ele me pediu em namoro. Foi ele que me isentivo a colocar os dreads.
- Oi amor.
- Oi - ele disse meio preocupado.
- Nada amor, coisinha besta,
- Então me conta o que é.
- Ahh, tá bom, posso ser reprovado se não fazer um trabalho e entregar amanhã.
- Então faz, eu te ajudo.
- Sabe o que é, hoje à tarde tem uma competição, na rua mesmo, mas eu queria muito ir, então acho que vou ser reprovado.
Sei o que você está pensando, o trabalho escolar é bem mais importante que uma competição de skate, mas se você está pensando isso é porque você não anda de skate nem viu a carinha triste do Nando.
- Eu faço pra você.
- Não Ju, isso é coisa minha.
- Você sabe que eu vou fazer, não sabe?
- Sei - falou me beijando. - E é por isso que eu te adoro.
- Só por isso? - Fiz beicinho.
As aulas estavam me enlouquecendo e eu tinha que começar o trabalho do Nando, foi simples simulei uma cólica e fui embora nos dois últimos horários. O trabalho era longo mas como comecei a fazer mais cedo terminei logo e, resolvi deixar na casa do Nando para ele ter uma surpresa quando chegasse da rua.
Bati na porta dua vezes.
- Fala - e essa aí é a Dani, irmã do Fernando, ela me odeia porque diz que pareço uma maloqueira.
- Er... eu sei que o Nando não tá, mas você pode entregar isso pra ele?
- Entra aí cunhadinha, pode colocar lá no quarto dele, depois vem tomar um suco comigo.
Ela tava tão legal.
A porta estava fechada, antes de colocar minha mão na maçaneta parei, sempre gostei daquele poster do Chorão da banda Charlie Brown Jr. andando de skate, abri a porta e meu coração congelou, acho que parou por alguns segundos, me senti muito tonta, levantei a cabeça uma outra vez e, lá estava o Nando aos beijos com uma loira que até se parecia um pouco comigo. Ele estava de costas pra mim - com aquela linda tatuagem de asas - não me viu, mas a garota me viu, deu meio que um sorriso antes de se afastar dele, ele percebeu e se virou.
- Ju... já terminou o trabalho?
- É - falei rasgando algumas folhas. - Ma acho que você pode encontrar outra otária pra fazer isso pra você.
- Calma Ju, assim vou ser reprovado - disse vestindo a camisa. Você vai me entender.
- Vou? 
- Você é ótima, manda bem em tudo que faz, mas cada vez você tá mais parecida com um dos meus amigos e, não com a minha namorada, isso me faz procurar outras garotas, sabe, menos amigas.
- Outras?
Saí correndo, antes de bater a porta da casa dele escutei a Dani gritar.
- Não vai brindar comigo cunhadinha?

Agora você já sabe minha história, já têm alguns meses mas precisava contar pra alguém. 
  
  

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Meus Livros: GO


Como disse aqui sobre as músicas que um tal livro estava me inspirando, agora posto pra vocês. O livro se chama GO e essas dua letrinhas fazem toda diferença: vá, vá.
A trama é sobre um cara que até agora eu não sei o nome, juro, ele não contava o nome por nada, acho que virei amiga dele, pois no final ele me chama de amiga e, durante todo o livro ele conversa comigo. Enquanto o livro não acaba ele tem que terminar de escrever o seu livro ( é, o personagem escreve um livro), resolver um namoro mal terminado, se relacionar com o pai que não ver a muito tempo e, conseguir uma solução para o vazio que sente no peito. Gente conheci muita banda e música boa através da set list do confuso fahrenheit (apelido do personagem). GO faça diferente, escreva, cante. Vá leia.

Sobre o autor: Nick Farewell nasceu na Coreia do Sul, mas se veio para o Brasil em 1985, Nick é o nome que ele ganhou na vida como ele mesmo diz. Estudou engenharia mecânica na USP, mas se formou em publicidade na mesma faculdade. Agora vamos ver uma coisas que ele mesmo disse: "Já fui professor, proprietário de loja especializada em HQ, executivo de multinacional, redator publicitário mas nunca consegui deixar de ser eu mesmo. Às vezes idiota, às vezes brilhante, também nunca consegui abandonar o meu único objetivo de vida: a vida. Deve ser por isso que você se identifica comigo. Temos algo em comum. E é por isso, por incrível que pareça, escrevemos a mesma história." Um fofo né? Corre Go.
  

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Sapatos Florais

A primavera começa esse mês, mas ainda falta alguns dias. Quem acompanha o blog a mais tempo sabe que eu sempre defendi looks mais pesados na maioria podrinhos e com spike, acho que com o blog aprendi a gostar do que minhas leitoras gostam sem deixar de lado a pegada mais rocker. Como já disse a primavera tá chegando e resolvi fazer uma seleção de sapatos de vários estilos diferentes, mas todos florais, aí vai:
Sim, eu sei, eu sou louca por coturnos!

Me diz, como não amar?



Tô apaixonada por essa sneaker.


Para finalizar uma all star de cano alto lindo, lindo. 









domingo, 1 de setembro de 2013

Sorrindo Sempre...

A graça é poder rir da cara dos outros. Ver as pessoas chorarem de tanto rir. Deu pra perceber que eu adoro rir, né? Sei lá, com tantas pessoas reclamando e chorando tempo todo acho que rir é bom.
Ah, Jéssica você tá falando uma coisa tão obvia... Eu sei, eu sei, mas vocês mesmo já devem ter percebido que as pessoas levam tempo demais reclamando de coisas que já passaram. Até euzinha antes de ter o blog passei um bom tempo reclamando. Então... SMILING ALWAYS.