sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Um Quase Amor, parte 1

Passei em frente da casa da Malu com pressa, afinal não queria que ela vesse o pacote que estava na minha mão. Essa histórias de amigo oculto/secreto, sempre me deixaram mal, pode parecer fútil mas sempre ganhei presentes bem chatos. Os presentes que comprei para Malu eram um livro de John Green, e uma bolsa com taxas.

Estava com os meus cabelos ruivos presos num coque elegante e usava um vestido longo, verde com detalhes em dourado. Entrei pela porta da casa do Carlos onde iríamos comemorar o nosso 24 de dezembro de 2015. Quem começou a falar sobre seu amigo oculto foi o Binho.

A noite foi agradável, quem me tirou na brincadeira foi a Leila, ela me deu um colar com pingente de flor e, uma camiseta com estampa de sorvete.
- Preciso falar com você - Fernando falou se dirigindo para a varanda.
- Fala. - Foi tudo que eu consegui dizer com o coração saindo pela boca.
- Tenho um presente pra você.
Não ouvia nada que ele dizia, estava concentrada demais em não parecer desesperada. Ele era o cara que fazia os meus dias na redação valerem a pena.
- Você aceita?

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário