quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Um Romance em Oxford, parte 1

Estava no campus perfeito da faculdade dos sonhos, que depois de muita luta e dias dormindo com livros consegui passar. Estava onde sempre sonhei estar, mas não conhecia ninguém e, um segredinho: os ingleses que me cercavam pareciam e eram esnobes. No auge dos meus 21 anos não estava acostumada com pessoas me destratando, afinal eu sou filha única e sempre fui tratada muito bem.
- Droga! - falou um cara que esbarrou na mochila com estampa de poás que eu estava arrastando pelo gramado. - Sorry. - nem me olhou direito - essas gringas pensam que são donas do campus.
 - Eu não penso que sou dona de nada - entrei no caminho dele. - Só estou um pouco perdida, e eu não sou gringa porcaria nenhuma.
 - É, você não é gringa, só que é branquela, e é folgada, agora saí da minha frente.
 - Tá. - falei indignada, mas fiquei andando atrás dele. Depois de alguns minutos ele se virou e me encarou de uma forma meio zangada mas sorriu.
 - Me perdoa, só que eu tô meio pilhado com o começo do semestre, as coisas aqui em Oxford não são fáceis. - estendeu a mão - sou Bruno.
- Marina, mas pode me chamar de Branquela. Trocamos um sorriso rápido, ele era alto, com ombros largos, e o cabelo preto caia sobre os olhos da mesma cor. - Então, Branquela...
 - Não! - interrompi. - Era só uma brincadeira, não me chame assim.
 - Então, Mari Branquela - me rendi sorrindo. - Vou te mostrar meus lugares favoritos da cidade e do campus. É melhor colocar a mochila nas costas antes que alguém de mal humor esbarre nela.

Continua...



Nenhum comentário:

Postar um comentário