segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Sempre Tem Uma Garota, Parte 1

Minhas notas em matemática estavam mais para baixo do que o Cazuza naquela música legal, mas todos inclusive meus amigos sabiam que isso era resultado de plena distração porque minhas notas eram regulares algum tempo atrás. Mas nem tudo é perfeito e graças a Deus eu não sou perfeito, longe disso, eu sou um cara magro que não tem olhos azuis ou verdes e nem sou loiro, não imagine horrível pois até que eu sou bem charmoso.
Tenho dois melhores amigos Bruno e Eduardo, e num desses dias de sábado que não tem nada para fazer eles me convenceram a ir para numa festa na casa de um primo de Eduardo, foi legal e tinha uma garota bonitinha que ficou dando mole para mim, não sei se o nome dela é Melina ou Melissa, só sei que todo mundo chama ela de Mel. Bruno e Eduardo ficaram buzinado no meu ouvido para mim tomar uma atitude, mas sinceramente eu não tava nem aí para a probabilidade de beijar aquela garota eu queria mesmo era ir embora.
Ma aí cheguei em casa e meu pai estava lá no meu quarto me esperando com o meu boletim em mãos:
- Espero que tenha se divertido bastante, porque se suas notas continuarem assim você não vai poder ir em festa nenhuma.
- Que coisa de filme americano, você nunca se importou com as minhas notas.
- Porque elas sempre foram boas, mas o que tá acontecendo Filipe?
- Ah pai, tem uma garota que eu acho tô gostando...
- E sempre tem uma garota.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário