terça-feira, 14 de outubro de 2014

Sempre Tem Uma Garota, Parte 9

Era sábado e eu havia contado no relógio cada minuto que passava para aquela aula entediante do cursinho acabasse logo. Saltei na mesa com um pulo quando a aula finalmente acabou.
Luisa atravessou meu caminho quando eu estava quase saindo da sala:
- Sabe o que eu tava pensando? - nem esperou a resposta. - Você podia ir lá pra casa eu tô sozinha, que tal?
Acho que tudo que eu desejei desde que vi Luisa no cursinho era um convite como aquele, passar a noite com ela com certeza seria uma das melhores experiências da minha vida, só que me vi dizendo uma coisa completamente contraria:
- Não posso, vou me encontrar com uma amiga daqui a pouco.


Mel era a única pessoa que estava sentada sozinha naquela lanchonete lotada. Ela me viu e levantou o braço como para mim ter certeza que era ela mesma.
- Oi - não sabia se me inclinava para dar um beijo no rosto dela ou só me sentava.
- Fala aí.
Ela ficou de pé me permitindo ver uma blusa aperta dessas que mostra a barriga que as garotas usam bastante hoje em dia, e uma calça jeans alta, o cabelo ruivo estava solto, me desconcertei todo quando que ela percebeu que eu estava fazendo uma vistoria do corpo completo dela. Então ela se inclinou e me de um beijo no rosto.
- Vamos! - disse ela para minha surpresa.
- Pensei que a gente fosse comer aqui.
- Não seu bobo, nós vamos jantar na sua casa, acabei de ligar para sua mãe.
- O quê?
- É, seus pais já jantaram, mas eles não se importam de você me levar, na verdade eles me adoram.
A menina era completamente louca.
 - Vamos.
Eu só podia estar enlouquecendo também.

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário